Para mais de três mil torcedores, no estádio Ismael Benigno, a Colina, o Nacional bateu o Santos por 4 a 2, nesta quarta-feira (16) e avançou para próxima fase da Copa Verde. No agregado, a partida terminou em 7 a 5 para o Leão da Vila Municipal.

Os gols foram marcados por Rodrigo Dantas, Wanderley, Tressor Moreno e Osvaldir para o Naça. Dedé e Bruno descontaram para o Santos/AP.

Wanderley começou com pé-direito a temporada 2016. O camisa 11 já marcou três gols em dois jogos oficiais. No geral, ‘Wandegol’ chegou a 10 gols com o Manto Azulino.

Tressor Moreno também marcou gol. O colombiano, que acertou com o Naça há duas semanas, vinha trabalhando forte com o elenco azulino. Entrou no segundo tempo e, em um chute de fora da área, fez o primeiro gol em sua estreia com a camisa nacionalina.

Lateral direito e apoiando no ataque, Osvaldir merece destaque. Foi dos pés do atleta que começou a jogada do primeiro gol e, além disso, deu assistência para o segundo tento. Em noite inspirada, ainda mandou bola para o fundo da rede, fazendo o terceiro do Naça na partida.

Antes de começar o duelo entre Nacional e Santos, foi feito um minuto de silêncio em homenagem póstuma ao pai do jogador Álvaro, falecido nesta quarta-feira (16). Apesar da trágica notícia, o meia atuou os 90 minutos, deu passe para gol e mostrou raça em campo. Os atletas do Naça dedicaram a vitória da equipe a Álvaro e seus familiares.

O Nacional enfrenta o Remo/PA, pelas quartas de final da Copa Verde. Local e horário do jogo à ser definido pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF). Neste ano, as duas equipes duelaram pela taça ‘Leão Forte da Amazônia’ e o Naça conquistou o título nos pênaltis.

O JOGO

Nos segundos iniciais do jogo, o Nacional mostrou seu cartão de visitas ao Santos/AP. Aos 4min, Osvaldir cruzou e Rodrigo Dantas desviou para fora. Dois minutos depois, Charles iniciou jogada no meio campo, passou para Álvaro, que lançou novamente Dantas. O camisa 9 bateu e a defesa do Santos tirou a bola.

Aos 14min, Osvaldir cobrou falta da meia esquerda, obrigando o goleiro Rafael a espalmar. Era ataque contra defesa. Aos 15min, novamente o lateral Osvaldir cruzou, Dantas cabeceou e o arqueiro adversário efetuou outra defesa. Estava amadurecendo o gol do Naça.

Aos 17min, escanteio para o Naça. Osvaldir cruzou, a defesa do Santos cortou, de fora da área, Álvaro bateu mascado e Rodrigo Dantas só desviou de calcanhar, marcando o primeiro gol da partida: Nacional 1 a 0.

Com resultado a favor, a equipe comandada pelo técnico Heriberto da Cunha começou a administrar a partida, tendo paciência para tocar a bola e chegar com mais facilidade. Aos 30min, de novo Osvaldir alça bola na área e, desta vez, Wanderley de cabeça confere: Naça 2 a 0.

No segundo tempo, o Leão toma o primeiro gol. Aos 20min, Dedé bate no rebote do goleiro e faz o primeiro da equipe amapaense, 2 a 1. Mas sem desistir do jogo e atuando de maneira inteligente, o Naça voltou a mandar no jogo. Nove minutos depois, Charles pela esquerda tocou para Álvaro que, de primeira, rolou para Osvaldir marcar mais um gol para o time da casa: 3 a 1 Leão.

Atendendo à pedidos da torcida, Heriberto da Cunha promoveu a entrada do estreante Tressor Moreno. O colombiano, experiente, passou tranquilidade e qualidade ao time e, de quebra, ainda marcou o último tento do Naça no jogo. Após chute de longa distância, o camisa 21 assinou o dele na partida: 4 a 1 Mais Querido.

No último minuto de jogo, o juiz marcou pênalti para o Santos/AP. Bruno cobrou e marcou o último tento da partida, mas não tinha como reverter a situação. O Nacional avançou para as quartas de final da Copa Verde.

Nacional FC 4 x 2 Santos/AP

Nacional FC: Roberto Gomes; Osvaldir, Fabiano, Roberto Dias e Radar; Cal, Osmar (Hugo), Alvaro, Charles (Tressor Moreno) e Wanderley (Rafael Silva); Rodrigo Dantas. Técnicno: Heriberto da Cunha.

Santos/AP: Rafael; Maicon, Anderson, Dedé e Batata; Pretão (Bruno), Lessandro, Raí e Willian Fazendinha; Fabinho e Acosta (Jean Marabaixo). Técnico:

Público Pagante: 3.377

Renda: R$ 49.840

Arbitro: Thiago de Alencar

Assistentes: Uesclei Regison e Jander Rodrigues.