Os torcedores que compareceram no estádio Ismael Benigno, a Colina na tarde deste sábado (30), presenciaram mais uma vez o acirrado jogo entre Nacional e Fast mais conhecido como clássico Pai-Filho.  Com dois golaços marcados por Charles, de fora da área, e Fabiano, de bicicleta, o Naça venceu o duelo por 2 a 1. O volante Serginho Duarte descontou para o Fast.

Este foi o primeiro gol sofrido no ano pelos comandados do técnico Heriberto da Cunha, que não viu a equipe sendo vazada nos dois amistosos da equipe contra o São Raimundo/PA (2 x 0) e Penarol (2 x 0).

No intervalo da partida, Wanderley foi apresentado para torcida e imprensa no estádio Ismael Benigno, a Colina. O atacante vestiu o manto azulino na temporada passada, chegou a fazer sete gols em nove jogos no Campeonato Amazonense, mas por conta de lesão, passou parte do ano sob os cuidados do departamento médico do clube. De volta ao Leão da Vila Municipal, ‘Wandergol’, apelido carinhoso dado pela torcida nacionalina, assinou contrato com Mais Querido para 2016.

O Leão já tem data para o próximo amistoso da temporada. Dia 14 de fevereiro, o Naça enfrentará o Remo/PA, na Arena da Amazônia Vivaldo Lima, com horário a ser definido pela diretoria.

O jogo

No primeiro tempo, o Naça tomou as rédeas do jogo. Aos dois minutos, Osvaldir cruzou para área, Thiago Verçosa desviou de cabeça, obrigando Bruno Saul espalmar e colocar a bola para escanteio.

Após este lance, a partida ficou equilibrada. O Fast Clube fazia marcação no campo de ataque, enquanto o Nacional tinha a posse da bola e procurando se desvencilhar da marcação, atacando pelos lados do campo. Aos 18m, novamente Osvaldir levantou a bola para área, Fabiano tocou de cabeça e a bola passou perto do gol do Fast.

Aos 22m, após investidas e movimentação, o Nacional marcou primeiro gol. Radar cobrou lateral pela esquerda para Thiago Verçosa, que rolou no meio campo para Charles. O camisa 10 dominou e bateu no ângulo do goleiro fastiano, tirando o zero do placar. Naça 1 x 0 Fast.

Depois do tento, o Leão dominou a partida. Com mais posse de bola, virando jogadas pelos lados e com atenção, o time comandado pelo técnico Heriberto da Cunha chegou com perigo novamente. Aos 34’, Rafael Silva bateu dentro da área, fazendo o arqueiro do Fast espalmar e colocar para escanteio e, aos 39m, Thiago Verçosa chegou a balançar as redes, mas o auxiliar Odenilson Peres Monteiro marcou impedimento.

No final da primeira etapa, mesmo com o Mais Querido atacando e saindo para o jogo, o Fast Clube empatou o jogo. Serginho acertou um belo chute de fora da área, marcando o gol de empate da partida. Naça 1 x 1 Fast.

Na volta do intervalo, Heriberto da Cunha promoveu a entrada de Tiaguinho no lugar Rafael Silva, para deixar o time mais veloz e não perder a essência no sistema tático, 4-2-3-1. O camisa 19 entrou e deu mais folego à equipe.

Aos 10m, Osvaldir bateu cruzado e a bola foi para fora. Oito minutos depois, foi a vez de Fabiano marcar um golaço. O zagueiro recebeu bola cruzada na área, dividiu com goleiro e, com a bola ainda no ar, ajeitou o corpo e ‘tirou da cartola’ um golaço de bicicleta, para delírio da torcida no estádio da Colina.

Fabiano ainda comemorava o golaço e uma reclamação por conta do lance do gol, deixou partida ‘morna’, sem grandes oportunidades para ambos os lados. O Nacional administrou até o apito do juiz.

Nacional FC 2 x 1 Fast Clube

Arbitragem: Reginaldo Vasconcelos Noronha; Odaly Perez Monteiro e Odenilson Peresz Monteiro (auxiliares)

Nacional FC: Roberto Gomes; Osvaldir, Vitor, Fabiano e Radar (Rodrigo Fernandes); Cal, Osmar, Rafael Silva (Tiaguinho), Charles, Alvaro (Sandrinho); Thiago Verçosa (Max William).

Fast Clube: Bruno Saul; Pelezinho, Guigui, Thiago e Iton; Eli (Niashe), Serginho, Yan (Jack Chan) e Werley (Lucas Neymar); Geraldo (Juninho) e Robson (Peteca).

Publico presente: 514

Publico pagante: 319

Renda: R$ 3.940,00.