O time sub-20 do Nacional Futebol Clube entrou em campo nesta terça-feira (19), para enfrentar o Iranduba, no estádio Ismael Benigno, a Colina, pela quarta 4ª rodada do Campeonato Amazonense de Juniores. O Leão venceu por 2 a 0, com gols de Silas e Hayllan. Com a vitória, o Naça chega a nove pontos e sobe para o 3º lugar na tabela de classificação.

O jogo

No início da partida, o Naça começou pressionando. Teve algumas chances de gols que sempre paravam nas mãos do goleiro adversário.

Com o domínio do jogo, na primeira oportunidade, o lateral Pedro cruzou na área e Silas não perdoou, abrindo o placar para o Mais Querido: 1 a 0.

Com a vantagem, o Nacional pressionava e o Iranduba que, a cada lance, se fechava. Ainda no primeiro tempo, o atacante, Hayllan recebeu, carregou a bola e chapou no canto para ampliar. 2 a 0.

Segundo tempo

Na segunda etapa da partida, o Nacional continuou pressionando o Iranduba e mantendo a posse de bola. A frente no placar, os jogadores azulinos sofreram com as faltas. O jogo foi parado por conta de inúmeras reclamações dos jogadores do Iranduba, tanto que o juiz expulsou três atletas: dois do Iranduba, o volante Luan e o meia Rogério Trindade; e Hayllan do Nacional.

Nos últimos 15 minutos de jogo, o Iranduba começou a levar perigo ao Naça. Jogando no contra-ataque, ameaçou diminuir o placar, mas, nas oportunidades era o Leão da Vila que virava e chegava na área do adversário.

Palavra do técnico

O técnico James Furtado avaliou a equipe e observou que o placar poderia ter sido maior. ” A nossa equipe teve muitas oportunidades de ampliar o placar ainda no primeiro tempo, mas não aproveitou. Esperamos sempre o time melhore a cada jogo e se superem”, disse o treinador.

A equipe azulina vai se preparar para encarar o Tarumã, no sábado ( 21).

Atraso

E mais uma vez, por pouco, o jogo entre Nacional e Iranduba era adiado, mas, felizmente, tudo se resolveu a tempo.

A partida marcada para às 15h30 começou com um atraso de 40 minutos por conta da ambulância que não chegou no local em tempo hábil. De acordo com o regulamento, sem a presença de uma ambulância, a arbitragem não pode dar início ao jogo.