Com o aval do novo gestor de futebol, Aderbal Lana é definido técnico do Nacional Futebol Clube para a temporada 2017 e terá como preparador físico, Rodrigo Bernardi.

Aos 40 anos, Rodrigo Bernardi tem um vasto curriculum que inclui passagens pelo Vasco-RJ, Asa-AL, Paysandu-PA entre outros. Ele revela como pretende alcançar os objetivos defendendo o Naça.

“Viemos para desenvolver um trabalho em equipe, superarmos as metas e trazer de volta o Naça ao cenário nacional. Para isso, vamos unir a vivência e a vontade de vencer da melhor forma possível”, disse.

A união da qual Bernardi se refere será de aliar juventude à experiência de Aderbal Lana, que dos seus 70 anos de idade, grande parte foi dedicado ao futebol amazonense. Com o Naça, além do recorde de 15 vitórias consecutivas e inúmeros títulos, foi o primeiro técnico a ser campeão dentro da imponente Arena da Amazônia Vivaldo Lima.

Para dar continuidade à carreira vitoriosa, Lana garante que o Naça vem forte e explica porque acredita nisso.

“Minha maior expectativa é o presidente. Ele colocou o tipo de trabalho e vou acreditar, principalmente por ter mudado muita coisa. Vamos trabalhar com gestor, que será o responsável pela montagem da equipe. Teremos um coordenador de logística, portanto, minha função é ser apenas o técnico da equipe. Pelo que ele (Peggy) me passou não teremos alguns problemas corriqueiros. Vou acreditar e fazer o meu trabalho como sempre fiz. Vai ser uma gestão profissional e pode dar tudo certo sim”, afirma.

Na próxima terça-feira (03/01/2017) será realizada uma coletiva de imprensa, no Centro de Treinamento Barbosa Filho, para apresentar a comissão técnica do Nacional Futebol Clube. O horário da coletiva será definido e divulgado posteriormente.

9 thoughts on “Experiência e Renovação

  1. Aderbal Lana, o mesmo que xingou o Nacional Futebol Clube esse ano na frente do SESI quando ainda estava no comando do “ruim negro”… Com tantos por aí, foram buscar justamente o mais rabugento e magoadinho do Estado… Fazer o que né…. Boa sorte aos envolvidos, o apoio ao NAÇA nunca acabará!

    1. Que é isso amiga Mari, não estou acreditando no seu comentário, até porque não foi tão ruim assim a escolha do Aderbal, quantos nacionalinos também já denegriram a imagem do NAÇA, inclusive colocando o ESCUDO ” faixa ” de cabeça para baixo. Portanto, vamos dar um voto de confiança a nova DIRETORIA com sua comissão técnica e jogadores, e torcer para que dê certo. Avante NACIONAL pára a VITÓRIA.

  2. o Nacional é maior que tudo isso, por isso continuarei sempre apoiando.
    boa sorte, todos precisamos!!

  3. o treinador tem 17 títulos na carreira, oito pelo Nacional do Amazonas, além de muita experiência. Com fama de chato e rígido, defeitos todo ser humano tem, mas no momento o que há de melhor e quem acompanha o futebol amazonense e já jogou bola, tem que aceitar o ADERBAL LANA como a melhor opção no momento, fazer o que no meio da crise se sobressai as diferenças, TEMOS QUE ACREDITAR NO MELHOR.

  4. Quando foi cogitado os nomes dos treinadores para o Ano 2017, não pensei duas vezes e cravei no Aderbal Lana, mesmo porque é o mais CAPACITADO para treinar uma Equipe de Futebol, isso Ele mostrou treinando o Rio Negro ( clube sem estrutura nenhuma e chegou a final do Campeonato ). Vamos dá Crédito aquém merece. Ele irá montar a Equipe, seja o que DEUS quiser. Abrs.

  5. Concordo nesse momento é ele mesmo Lana entende e conhece os atalhos deixem ele trabalhar em paz

  6. a diretória do nacional tem mas e que deixa o velinho trabalhar pos lana conhese o futebol melhor doquer varios dirigentes que só fazem a atrapalhar

Comments are closed.