“Jamais deixarei de ser nacionalino”. Essa foi a frase que o diretor de futebol Gilson Mota usou após anunciar seu afastamento do Nacional Futebol Clube.

“Estou me afastando do Nacional e do futebol amazonense, mas jamais deixarei de ser nacionalino e de ajudar meu clube, no que for preciso”, declarou.

A decisão, de acordo com Mota, foi tomada devido a motivos pessoais. Na manhã deste sábado (23) ele comunicou ao presidente do clube, Mário Cortez, sobre sua saída.

“Tomei a decisão de me afastar do Nacional, como diretor de futebol, por problemas pessoais. Foi uma decisão tomada ao lado de minha família e de meus amigos. No momento, é a melhor escolha”, finalizou Gilson Mota.