Objetivo alcançado! O Nacional Futebol Clube conseguiu reunir parte dos moradores do bairro de Santa Etelvina, na zona norte de Manaus, na primeira edição 2016, do projeto Craque 2020, realizada no último domingo (28). Com objetivo de oferecer lazer, inclusão social e oportunidade para que garotos moradores da comunidade carentes estejam mais perto da realização de seus sonhos: ser um jogador profissional.

O evento contou com a presença do presidente do Nacional FC, Mário Cortez, do diretor de planejamento estratégico, Haroldo Falcão e do jogador amazonense, Tiago Verçosa.

Foram realizadas duas partidas de futebol, cada uma com dois tempos de 35 minutos cada tempo. Durante os jogos, os garotos participantes eram avaliados pelo coordenador da base do Nacional FC, James Furtado e sua comissão. Ao final, seis garotos que se destacaram foram selecionados para ter um mês de aula na Academia de Futebol Omar Aziz.

Os garotos escolhidos foram: Wilson Moura, Ricardo da Silva, Hiury Maia, Lucas Araújo, André Guilherme e Denilson Correa.

1ª Edição: Santa Etelvina

Com o apoio incansável da Rádio Atividade FM e líderes comunitários, o Naça conseguiu mobilizar adultos, jovens, adolescentes e crianças para ao Campo do Santa Etelvina. Às 8h, foi dado início ao evento, o Hino Nacional Brasileiro, seguido do Hino do Nacional Futebol Clube chamou mais ainda a atenção dos moradores. A todo momento as pessoas chegavam, trajando suas camisas do Brasil, do Nacional, do Rio Negro…

Diante do presidente do clube, Mario Cortez, do diretor, Haroldo Falcão, o jogador amazonense, integrante do elenco profissional do Leão, atacante Tiago Verçosa, deu o chute inicial, foi dada a largada para àqueles pequenos grandes guerreiros mostrarem o seu talento. Foi a chance da vida de muitos que sonham em ser jogador de futebol.

A grande chance

Dos seis garotos selecionados, todos terão sua primeira experiência em uma Academia de Futebol de um clube profissional. Eles não esconderam a emoção, orgulho e gratidão pela chance oferecida pelo Naça. Dentre os jovens, o mais, visivelmente emocionado, era Denilson Correa, de 15 anos. Ele atua como meia e no jogo ainda abriu o placar para seu time.

“Eu serei sempre grato a Deus por essa benção. Agradeço a Deus pela minha família, pelo pouco que recebo deles, mas sei que é com amor. Todos estão muito felizes por tudo o que está acontecendo. Fui abençoado pelo gol que fiz e é uma sensação maravilhosa por ter essa oportunidade de treinar no Nacional. Tenha certeza que vou me esforçar para seguir”, declarou.

O zagueiro, André Guilherme, 15, fã de David Luiz, é um rapaz de poucas palavras, mas faz questão de enaltecer sua fé e gratidão. “Estou muito feliz.  Orei muito por esse momento. Só tenho a agradecer”, resumiu.

A torcida

Jogadores do time sub-20 do Nacional foram os adversários e isso aumentou a rivalidade dentro e fora das quatro linhas. A cada lance, pais, amigos, vizinhos e conhecidos mostravam a postura de técnico. A partida repleta de lances que não deixam a desejar em nenhum campeonato, empolgava a torcida, tanto que nem a chuva foi capaz de impedir que o 12º jogador do Santa Etelvina levantasse do chão, desencostasse do murro ou descesse da laje. Independente do lugar, cada morador deu sua contribuição para que os seis garotos escolhidos se sentissem orgulhosos do lugar onde vivem e mostrar que futebol é sim uma paixão nacional.

O Nacional FC

O diretor de planejamento estratégico, Haroldo Falcão, um dos incentivadores do projeto, declarou estar muito feliz com o resultado e afirmou que terão mais edições em outros bairros da capital amazonense.

“Hoje é um dia feliz, pois quando você idealiza algo que tem como objetivo fazer o bem para as pessoas é aquela sensação de dever cumprido. Isso aqui é uma prova de que quando a gente acredita em algo e não desiste, mesmo que tudo ocorra contra isso, a satisfação fica ainda melhor. Chegamos ao final com chave de outro. Alcançamos sim nosso objetivo”, disse o diretor.

Ele ressalta ainda que outras edições estão garantidas devido ao sucesso no Santa Etelvina. “É um evento que vai criar mais força, que já é uma realidade. Um evento emanado pelo povo, não é por uma pessoa, por isso, deu certo. O povo tem força sim quando se une, principalmente quando o objetivo é o lazer e inclusão social. Foi isso que fizemos. O Nacional é gigante e com o apoio do povo se torna mais forte ainda. Já temos data marcada para a próxima edição”, garantiu.

O futebol é a ferramenta

Como objetivo principal é utilizar o futebol como ferramenta para socialização do aluno, formando atletas e, sobretudo, cidadãos de bem, o Nacional investe na Academia de Futebol Omar Aziz. Desde a inauguração, no dia 1º de maio de 2015, mais de 500 alunos já passaram pela instituição, dos quais muitos tiveram a oportunidade de defender a camisa do clube no campeonato estadual nas categorias infantil e juvenil.

A responsabilidade de cuidar de várias crianças e adolescentes e, por meio do futebol, fazer com que eles possam aprender a lidar não somente com a vitória, mas também com a derrota, para que eles tenham a capacidade de se relacionar melhor em grupo, aprendam a respeitar as regras, tanto do futebol quanto da sociedade, tudo isso praticando uma atividade física, mostrando que acreditamos no sonho desses garotos e melhor, incentivando para que eles criem identidade com o nosso clube Mais Querido do Norte.

A próxima edição do Craque 2020 está marcada para o dia 27 de março, no Núcleo 19, na Cidade Nova, também na zona Norte.