O Naça venceu o Nacional Borbense no último sábado (27), por 3 a 1 e assumiu a liderança na tabela. Para o técnico, Alan George, o placar é fruto de muito trabalho e esforço da equipe azulina. No entanto, um jogador tem mostrado um diferencial, Jones mais uma vez saiu do banco e sacramentou a vitória do Leão da Vila.

O atacante marcou três gols vestindo o manto azulino, dois deles pelo Campeonato Brasileiro, e um no Estadual, contra o Borbense. Em todos os jogos, o atleta entrou no segundo tempo e deixou sua marca. Ele virou uma espécie de ‘carta coringa’ nas partidas. Seu rendimento tem sido proveitoso e satisfatório. Sem perder a humildade, Jones vai fazendo seu trabalho e conquistando seu espaço. Para ele, independente de começar jogando ou não, importante é ajudar a equipe.

“Independente de começar jogando ou no banco, as coisas precisam acontecer, então graças a Deus pude ajudar o Nacional com a vitória. Estou sempre pronto para contribuir e à disposição do professor e ajudar ao nosso grupo que é o objetivo”, disse.

Sobre o resultado que rendeu a liderança ao Mais Querido, Jones garante que o time azulino vem trabalhando forte para permanecer no topo e disputar o título.

“A equipe vem trabalhando muito para deixar sempre o time na ponta da tabela, com foco e humildade, vamos trabalhar nisso para conseguir chegar na final e por fim, garantir o título “, afirmou.

O jogador lembra que ficou duas semanas afastado dos treinos, devido sua lesão na panturrilha direita, mas está 100%  recuperado, o que foi provado na partida diante do Nacional Borbense.

“Primeiramente, queria me recuperar da lesão, estava trabalhando a parte física e tive sucesso na recuperação e ainda pude ajudar o Nacional e ajudar meus companheiros”, completou.

Próximo duelo

O próximo jogo do Nacional é contra o Manaus FC, pela terceira rodada do Amazonense. É aguardar para ver a ‘carta coringa’ em ação, ajudando a conquistar mais três pontos para o Leão da Vila.

Colaborou Roberta França