Na partida contra o Trem/AP que terminou em empate sem gols, o técnico Vagner Benazzi sofreu dois desfalques de peso no time, o lateral até então titular Nego e o atacante Jones. Os dois jogadores sentiram dores na semana que antecedeu o jogo e ficaram no Departamento Médico.

O Leão da Vila tem outro desafio, no próximo domingo (10), mas desta vez é um novo confronto é diante do Atlético/AC, líder do grupo A1. Para o duelo, a equipe azulina está completa, pois Nego e Jones estão de volta e 100% recuperados, afirmam.

“Estou à disposição do professor Benazzi, nas decisões que ele tomar, com certeza será para o bem da equipe, será para alcançar a vitória e decidir dentro de casa”, disse o atacante.

Jones, que nas duas últimas partidas entrou no segundo tempo e conseguiu marcar ajudando o time num empate em 3 a 3 diante do Atlético e na vitória contra o Trem, sentiu o adutor esquerdo. Recuperado, ele garante que o principal é não sentir dor e ajudar o grupo.

“Estou trabalhando forte, mas o mais importante eu ter recuperado e não sentir dor. Estou confiante, cabeça boa para poder ajudar o Nacional da melhor maneira possível”, ressaltou.

Para Nego que sentiu a posterior direita, a ansiedade para estar jogando é grande, mas tudo depende da escolha do comandante.

“Estou bem, trabalhando com o professor Emerson e aguardando para estar à disposição do professor Benazzi, mas não sinto dor nenhuma. Se eu entrar vou entrar confiante. Não sinto dor nenhuma, mas depende do professor e não de mim”, enfatiza.